LATEST POSTS
Carolina Delboni | Não como mais carne
31
post-template-default,single,single-post,postid-31,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.9,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Não como mais carne

Não como mais carne


Na revista Pais&Filhos deste mês, abril, tem uma matéria bem interessante sobre crianças vegetarianas.

A matéria desenrola pelos dois lados…a falta q essas proteinas fazem no crescimento e formação dos pequenos, ate mesmo como elas podem ser supridas e etc.

Mas o interessante é como ela começa, pois questiona e reafirma uma posição mais humanista que não só pais como escolas estão trabalhando nessa nova geração de que “precisamos cuidar do mundo para ele cuidar d gente”. Ou seja, não se come um animal!

A gente não ensina eles desde pequenos que não pode cortar a planta pq ela é um ser vivo e isso machuca? A gente não ensina q não pode machucar os animais, q tem q cuidar e etc? A gente não ensina a não bater n amigo e tentar resolver dizendo que não gostou do que ele fez? Então….

E o que será que acontece na cabecinha dessas crianças quando elas se dão conta de que a carne ou o frango que estão comendo são os mesmos animais que ela viu, e vibrou, na fazenda? Hj vc tem mães e pais humanistas tirando as carnes d alimentação dos pequenos. Mas sempre acho que essa uma decisão que não deve ser tomada assim… Acho que a criança tem q saber se perguntar, entender da onde vem, experimentar e depois, lá na frente, decidir se essa proteina continua ou não no seu prato. Acredito que nosso papel é dar td informação e instrumentos e deixar com que eles tenham maturidade (na hora certa repito) de decidir.

Mas a matéria tb me chamou atenção por outro aspecto. Pq tenho percebido crianças, de pais “carnívoros”, optarem por não comer! É aqui que está a sinalização de uma mudança. Quando a própria geração, as próprias crianças rejeitam a carne ou frango.
Meu pequeno de 3 anos decidiu não comer mais…de repente, do nada. Falando com ele descobri. “Mãe, mas aqui tem sangue. É d bicho!”

Isso pra mim é uma sinalização de mudança não só de hábito, mas de comportamento e consciencia. E com certeza, lá na frente, não teremos essas atrocidades com os animais na hora de saborear um bom churrasco. Afinal, tds somos carnivoros de alguma forma, desde os tempos das cavernas…

No Comments

Post a Comment